CÁLCULOS EM NEFROLOGIA

 
7- Adequação de Diálise em CAPD

 

  • Sobre o calculador
     

  • Instruções para o uso do calculador: Preencha os dados do lado esquerdo (azul) e ao clicar o botão "CALCULAR", você verá os resultados do lado direito (vermelho). Utilize o ponto (.) e não a vírgula (,) para separar a parte inteira da parte decimal. Para fazer um novo cálculo, basta usar o botão "Limpar" para retirar os resultados anteriores.
     

  • Download deste calculador

  • Dados de Entrada
     

    Sexo:

    Idade

    anos

    Peso

    kg

    Altura

    cm

     

    SOLUÇÃO DE DIÁLISE DRENADA EM 24 HORAS

    Volume L/dia

    Concentração de uréia

    mg/dL

    Conc. de proteínas-CRIANÇAS

    g/dia

     

    SORO

    Concentração de uréia mg/dL

     

    URINA

    Volume em 24 horas L/dia

    Concentração de uréia

    mg/dL
     
    Dados de Saída

     

    RITMO DE CATABOLISMO PROTEICO

    RCPn g/kg peso/dia

     
      Uréia
      kt/V
    Peritoneal
    Renal


    Total
      adimensional

    Análise do resultado:    

     

     


    SOBRE O CALCULADOR:

    Este calculador tem como objetivo servir de roteiro e ferramenta de cálculo para a quantificação da dose de diálise ofertada aos pacientes portadores de insuficiência renal crônica em programa de diálise peritoneal.

    Empregamos as equações sugeridas pelo NKF - DOQI Clinical Practice Guidelines for Hemodialysis Adequacy (American Journal of Kidney Disease 30(3-Suppl. 2): S67-S136, September 1997). Clique.

    Para o cálculo do volume de água corpórea total foi usada a equação de Watson para adultos e a equação de Mellitis-Cheek para crianças. Para o cálculo do ritmo de catabolismo protéico foi utilizada a equação de Handerson para adultos e a equação modificada de Borah para crianças.

    A amostra de soro para pacientes em DPAC pode ser colhida em qualquer momento conveniente. Para pacientes em DPIN, ela deverá ser colhida na metade do período diurno de cavidade seca. Para pacientes em DPCC, a coleta deverá ser feita na metade do periodo diurno de permanência da solução de diálise na cavidade peritoneal.

    No caso de DPAC o paciente deverá comparecer à unidade de diálise com as 4 bolsas drenadas do dia anterior e a diurese de 24 horas, quando será colhida a amostra de soro.

    No caso de DPIN, o paciente deverá comparecer à Unidade de Diálise no meio do período diurno de cavidade seca, quando será colhida a amostra de soro. A coleta de solução de diálise deverá ser feita colocando-se a linha de drenagem da cicladora num galão e, este deverá ser trazido na manhã seguinte, juntamente com a diurese de 24 horas.

    No caso de DPCC, o paciente deverá comparecer à Unidade de Diálise no meio do período diurno de permanência da solução de diálise na cavidade peritoneal, quando será colhida a amostra de soro. Na manhã seguinte, ele deverá trazer a diurese de 24 horas, a bolsa drenada na noite anterior e num galão, a solução de diálise drenada da cicladora durante a noite. Toda a solução de diálise drenada deverá ser homogeneizada, seu volume aferido e uma amostra será enviada para o laboratório.

    Recomenda-se Kt/V semanal de 1,7.

     


    DOWNLOAD DESTE CALCULADOR:

    Se você deseja fazer o download deste calculador, de modo a utilizá-lo off line, entre no site da EMS (http://www.imunossupressores.com.br) no item Serviços e siga as instruções para fazer o download do Programa de CAPD.

     



    Voltar ao Índice