Ceia de Natal – Cuidados Redobrados aos Doentes Renais

Festas de final de ano são sinônimos de excessos, principalmente às delícias da mesa, mas é importante seguir algumas regras para adaptar as ceias de Natal e Ano Novo à condição do paciente com doença renal crônica na família ou que foi convidado por amigos para as comemorações.

A palavra-chave deve ser moderação. A eliminação de sais minerais (cálcio, fósforo, potássio, enxofre, sódio, magnésio, ferro, cobre, zinco, selênio) depende diretamente dos rins e alterações bruscas na dieta do paciente. Em substituição ao sal, o uso de ervas aromáticas, especiarias frescas, vinagre e vinho na preparação dos pratos são uma boa alternativa.

No caso das carnes, a opção deve ser as magras, como peru e frango. Um copo de vinho é o ideal para o brinde, pois é rico em antioxidantes que ajudam a eliminar as toxinas do corpo. No entanto, é ideal a consulta com um nutricionista para preparar os pratos com alimentos e quantidades corretas!