Cuidados com a fístula

Você sabia? Na hemodiálise, a máquina recebe o sangue do paciente para ser filtrado por meio de um acesso vascular. Este acesso pode ser um cateter ou uma fístula arteriovenosa (FAV). A FAV pode ser realizada com as próprias veias do indivíduo ou com materiais sintéticos, sendo colocada por meio de uma pequena cirurgia no braço ou na perna. E por que é necessária? Porque ela possibilita a ligação entre a artéria e a veia do paciente, tornando a veia mais forte e resistente. Com isso, evita-se riscos de complicações nos procedimentos envolvidos na hemodiálise.⠀

O cuidado diário deve estar voltado para não traumatizar o local onde ela está posicionada, já que é possível formar hematomas e comprimir a circulação, fazendo com que a fístula pare de funcionar. Dentre outros cuidados orientados aos pacientes, destacam-se: manter o acesso venoso limpo para evitar infecções, evitar o uso do braço da fístula para verificação da pressão arterial ou para coleta de sangue, evitar dormir sobre o braço da fístula, higienizar adequadamente o braço ao chegar no local da sessão e manter o curativo após a sessão de hemodiálise no tempo orientado pela equipe de enfermagem. ⠀