Destaques da semana (11 a 17 de maio)

SBN participa de primeira reunião de trabalho da Secretaria Estadual de Nefrologia do Rio de Janeiro – A Sociedade Brasileira de Nefrologia foi convidada para participar da primeira reunião do grupo de trabalho criado pela Secretaria Estadual de Nefrologia do Estado do Rio de Janeiro. O objetivo desse fórum é sugerir planos de ações para o Secretário Estadual de Saúde solucionar os principais problemas da assistência aos pacientes renais do Estado. Foram priorizadas a criação de vagas para TRS ambulatorial dos pacientes com falência renal funcional aguardando alta hospitalar. A necessidade urgente de normalizar a dispensação das medicações excepcionais fornecidas pelo SUS e a realização de fístulas artério venosas. Saiba mais

SBN participa de reunião com a Coordenadoria de Planejamento de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde de SP – No último dia 09 de maio, a Diretoria da SBN, representada por seu tesoureiro Dr. David Machado, e a Diretoria da SONESP, representada pela Dra. Cibele Isaac Saad e Dr. José Osmar Medina se reuniram com a Coordenadoria de Planejamento de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, representada pela Dra. Silvany CruvinelPortas, Dra. Alessandra Mariano Fidencio, Dra. Cristina Megid e Dr. Frederico Carbone Filho. Na ocasião, foram discutidas as sugestões apresentadas pela SBN/SONESP na consulta pública da Portaria do Centro de Vigilância Sanitária, que estabelece o regulamento técnico sobre boas práticas para os hospitais que realizam sessões de hemodiálise a beira leito em unidades hospitalares, fora da unidade de diálise abrangida pela RDC 11/2014 ou a que venha substituí-la por meio de serviço de diálise móvel, próprio ou terceirizado. Saiba mais

Prova para obtenção de título de especialista em nefrologia – No último dia 14, no Clube Homs (SP), aconteceu a prova para obtenção do Título de Especialista em Nefrologia, aplicada pelo Departamento de Ensino e Titulação da SBN e pela atual diretoria da Sociedade. Saiba mais

Prova para Obtenção de Título de Especialista Em Nefrologia Pediátrica – Junto a prova para obtenção de título de Especialista em Nefrologia também foi aplicada pelo Departamento de Nefrologia Pediátrica da SBN, a prova para obtenção de título de Especialista em Nefrologia Pediátrica 2019, no último dia 14. Saiba mais

Dia 30 de maio: SBN Online sobre Nefrologia Intervencionista.
Saiba mais

CLIPPING DO SETOR

Pacientes de hemodiálise estão sem receber medicamentos pela Unicat – Há 19 anos, Veronice Herculano convive com problemas nos rins. Em 2012, os órgãos ficaram comprometidos e pararam de funcionar. Com isso, precisou iniciar hemodiálise, três vezes por semana. Os efeitos do tratamento exigem o uso de medicamentos. Veronicedepende de vários remédios, enviados pela Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), mas dois deles estão em falta na unidade: o Mimpara e o Noripurum. Nas farmácias, eles custam mais de R$ 800. “Prejudica muito, porque a gente fica sem conseguir andar direito. Fica com os ossos doendo. O remédio é R$ 780 e a gente ganha um salário, como podemos fazer?”, ressaltou. O diretor da Unicat, Ralfo Medeiros, estima que a situação de distribuição dos medicamentos para pacientes de hemodiálise se normalize até o fim do mês de maio. Saiba mais

Pacientes transplantados correm risco de perder órgãos por falta de medicamento – 
Moradoras da periferia do Recife, Jaqueline Vilela de Almeida, de 36 anos, e Andrea Carla da Silva, de 41, vivem todos os dias o mesmo drama: não conseguem acesso a medicamentos para tratar seus rins transplantados e temem ter que voltar, nos próximos meses, para a máquina de hemodiálise . Ambas já sentem o órgão mais inchado e o corpo fraquejar de tanto perambular, sem sucesso, pelas unidades de saúde da cidade em busca das drogas que deveriam ser fornecidas pelo Sistema Único de Saúde. O drama das duas é compartilhado, em maior ou menor grau, por 90 mil homens e mulheres de todos os estados do país, segundo estimativas da Associação Brasileira de Transplantados. Saiba mais

Associação Nacional de Universidades Privadas tornou-se referência em transplante renal para mais de 800 mil pessoas desde 1992 – A unidade de transplantes do Hospital Márcio Cunha, administrado pela Fundação São Francisco Xavier, realizou mais um importante feito na sua história de sucesso e alcançou a marca de 500 transplantes renais. Investimentos feitos pela FSFX na expansão da infraestrutura e na capacitação de uma equipe multidisciplinar credenciaram o HMC como centro para captação de rins pelo Ministério da Saúde, em 1987 e de transplantes renais em 1992, ano da realização do primeiro transplante de rins no hospital. Hoje, a unidade é o único Centro Transplantador da Regional Leste, demarcada pela MG Transplantes. Saiba mais

Medicamentos para doentes renais estão em falta em Niterói – Pacientes com insuficiência renal crônica denunciam que remédios essenciais ao tratamento, distribuídos gratuitamente na farmácia do município, estão em falta há mais de dois meses. O estoque dos imunossupressores, indispensáveis a pacientes já transplantados, também está zerado. O drama que atinge moradores da cidade se repete em nível nacional e estadual, já que a distribuição desses remédios é feita pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Estado de Saúde. Saiba mais