Sociedades médicas apelam pela manutenção do Farmácia Popular

No Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão (26/04) documento de repúdio às recentes medidas do Ministério da Saúde será protocolado em órgãos governamentais, agências reguladoras e no Congresso Nacional.

As Sociedades Brasileiras de Cardiologia (SBC), Hipertensão (SBH) e Nefrologia (SBN), com apoio da Associação Médica Brasileira (AMB), redigiram um documento, na segunda-feira passada, que será entregue na próxima quinta, dia 26, data Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão, propondo a rejeição de algumas medidas da portaria 739/12 do Ministério da Saúde que, na prática, trilham para o fim do Aqui Tem Farmácia Popular e de outros programas de acesso à medicamentos. O documento “Carta de São Paulo” será protocolado no Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Saúde, Palácio do Planalto, Casa Civil, Anvisa, ANS e no Congresso Nacional.

carta-sp-20180424